“informa

Notícias

Klemens Stroebele

Visão do Mercado - Klemens Stroebele

Já com os primeiros sinais da retomada do setor, buscamos por um especialista do mercado para entender o mercado sob a visão dele.

Para esta matéria, o Diretor Administrativo Financeiro da Liebherr, Klemens Stroebele apresenta sua visão sobre o mercado da construção e nos fala sobre as tendências e caminhos que a indústria deve seguir.

No seu ponto de vista, quais são as principais tendências e/ou caminhos que a indústria da construção em concreto vai seguir? 
A eficiência operacional é um caminho que a indústria de forma geral vem buscando e não deve deixar de lado tão cedo. Dentro da indústria da construção, vemos que aumentar a produtividade, otimizar processos, aumentar a segurança e reduzir custos operacionais, são premissas fundamentais para continuar competitivo no mercado. Temos trabalhado, dentro do aspecto do gerenciamento de produtos, em inovações que venham ao encontro dessas premissas.

Quais são as suas expectativas para 2019? 
Com metade do ano já tendo passado, conseguimos avaliar uma melhora do mercado de forma geral: não com a velocidade que esperávamos, principalmente depois do último trimestre de 2018, quando vimos um grande ânimo do mercado. Podemos dizer que estamos moderadamente otimistas, principalmente se as reformas indicadas pelo governo ocorrerem. Especialmente na área de Tecnologia de Concreto, deveremos ter aumento de vendas em relação ao ano passado, muito influenciado também pela exportação.

Atualmente, onde se encontram as oportunidades e os riscos para os negócios deste setor? 
As oportunidades estão justamente em entregar soluções que atendam às necessidades dos clientes, tornando suas operações mais competitivas. Nesse sentido, a Liebherr vem trabalhando, por exemplo, em soluções como a transmissão EMC-BR, que estará apresentada em nosso estande na Concrete Show e que cobre as tendências que vemos no setor: melhora a eficiência, por meio de controle da operação. Os maiores riscos são relacionados ao próprio mercado, uma nova redução na indústria da construção, por exemplo, impactaria novamente toda a cadeia, com o agravante que dessa vez, as empresas (fornecedores, clientes) não teriam mais um “colchão” para amenizar nova queda.

Klemens Stroebele, Diretor Administrativo Financeiros da Liebherr Brasil 
Associada à

ubm white 2

 

 

Newsletter

Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
E-mail Inválido
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida