“informa

Notícias

Cooperação e inovação no setor de concreto

Se o Brasil desse o devido valor à inovação industrial e à sofisticação de seus processos produtivos, as atenções de jornais e revistas estariam voltadas ao que vem acontecendo no setor concreteiro nacional neste momento. Reunido na Abesc (Associação Brasileira de Empresas de Serviços de Concretagem), um grupo de empresas está desenhando a solução para um antigo problema relacionado ao transporte de concreto usinado, em um clima de cooperação interempresarial e inovação. O problema em questão é o excesso de peso que, por vezes, pode acontecer quando uma betoneira recebe os materiais componentes do concreto e deixa a concreteira para misturar e transportar o material até a obra. Colocando de uma maneira simplificada, a questão é: o peso do caminhão, mais o implemento de betoneira, mais o concreto, às vezes pode exceder o peso bruto total (PBT) permitido por lei para transporte de concreto. Os inconvenientes associados a isto podem ser muitos, mas principalmente se trata de um sério risco econômico para o provedor de concreto, já que as multas podem chegar a eliminar o lucro operacional que deveria ser obtido com o transporte daquele volume de concreto. Para evitar o risco, a alternativa também não é economicamente vantajosa, pois pressupõe a redução do volume de concreto transportado por betoneira. Assim, evita-se a multa, mas perde-se dinheiro levando menos material do que se poderia. Entre a cruz e a espada, o setor resolveu reagir com inteligência. Através da Abesc, um grupo de empresas se empenhou em construir um novo conceito de betoneira, mais leve e ao mesmo tempo mais resistente. Há cerca de um ano estão trabalhando em retirar peso do projeto original de betoneira através de um conjunto de iniciativas. A diferença mais destacada é o material do balão e das facas, que passará a ser um tipo de aço inoxidável especial provido pela empresa Aperam. Este aço permite reduzir a espessura tanto do balão quanto das facas helicoidais internas. Mas isso não seria suficiente para, de acordo com os muitos cálculos feitos, chegar à redução de peso total necessária. A fabricante paranaense de betoneiras Convicta entrou no circuito com um intenso trabalho de reengenharia da betoneira, modificando e reduzindo todos os elementos possíveis, de modo a enxugar a estrutura do implemento e fazê-lo perder ainda mais peso. Finalmente, a Volkswagen vem dando sua contribuição através do desenvolvimento de um veículo especial para carregamento de concreto no Brasil. O grupo ainda não concluiu o trabalho, mas em recentes apresentações deu uma prova de que está muito próximo de chegar a um peso bruto total – considerando veículo + implemento + concreto – que fique dentro do limite legal. Quando isso acontecer, os concreteiros poderão trafegar com betoneiras cheias sem risco de serem multados. Os resultados do projeto, que já está em fase avançada, serão apresentados pela Abesc e suas associadas na Concrete Show, entre os dias 14 e 16 de agosto no São Paulo Expo. O caso é um exemplo de como a inovação industrial traz ganhos de produtividade e rentabilidade inegáveis. Mais ainda se é realizada em cooperação, quando distintas empresas contribuem com suas especialidades para um projeto comum de interesse geral de um setor. Pode soar pretensioso, mas é exatamente assim que atualmente procedem os setores econômicos nos países desenvolvidos. Portanto, é louvável e deve ser reconhecido o que vem sendo feito hoje no ambiente da Abesc em nome da produtividade operacional do setor de concreto usinado brasileiro. Por: Fausto Oliveira Fausto Oliveira é editor da revista Concreto Latino-Americano, da editora internacional KHL Group. Também é editor assistente da revista Construção Latino-Americana, da mesma editora. As duas revistas circulam por toda a América Latina em português e espanhol. Viveu no Chile por quatro anos e viaja constantemente para acompanhar o desenvolvimento do mercado de concreto na América Latina. É um apaixonado pelo debate do desenvolvimento econômico do Brasil e da América Latina. www.concretolatino-americano.com
Associada à

ubm white 2

 

 

Newsletter

Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
E-mail Inválido
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida