Notícias

Construção 4.0 – a realidade da automatização para reduzir custos nos canteiros de obras

Construção 4 automatização para reduzir custosNos últimos anos as construtoras brasileiras se adequaram rapidamente às tecnologias oferecidas para controle e que podem melhorar o desempenho nos processos que envolvem o setor de construção civil. A automatização de canteiros de obras e gerenciamento de fornecedores da construção, por aplicativo WEB, é realidade no setor. Ela proporciona a melhoria da comunicação, no controle de projetos e da qualidade, e, também, traz benefícios para empreiteiros.

Um dos desafios do setor é controlar todas as atividades existentes num canteiro de obras e prever as necessidades, já que as principais diferenças estão concentradas nas questões de prioridade e importância e que pode inclusive gerar economia de investimentos. “Nos últimos anos, as construtoras passaram a contar com uma série de tecnologias que melhoram o desempenho dos processos, ligado tanto às questões de automatização por meio de máquinas e equipamentos, softwares que possibilitam os processos da empresa se alinhar ao financeiro, softwares de desenvolvimento do produto e para o alinhamento com o Cliente, assim como softwares de mobilidade” – explica Ana Cecília Ribeiro, especialista em TI para Engenharia e Arquitetura do CTE – Centro de Tecnologia de Edificações. Ana afirma que o grande desafio é desenvolver produtos que atendam a necessidade dos canteiros e que tenham um custo-benefício compatível com as expectativas das construtoras. Pensando nisso, com a automatização pode-se controlar a gestão de projetos, inspeção de obra, segurança no trabalho, qualidade do serviço, resíduos, fornecedores até a entrega efetiva da unidade ao comprador.

Ainda sobre o Sistema criado pelo CTE, Ana esclarece que ele permite o controle total da obra com uma conexão de comunicação eficaz com os coordenadores de projetos – “o sistema está implantado em mais de 800 empresas e possui aproximadamente 50 mil usuários ativos. Temos clientes em todos os estados do Brasil, assim como no Chile e em Portugal”. Além disso, é utilizado, também, por usuários nos Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra, Espanha, Portugal, Canadá, África do Sul, Angola, Austrália, China, Argentina, Chile e México.

Todos os sistemas são plataforma SaaS – Software as a Service, o que significa que o software é comercializado como serviço que é disponibilizado por meio de aluguel mensal. Neste pacote está incluso o aluguel assim como as respectivas atualizações, a implantação e treinamento, a infraestrutura, suporte e backup.

Fonte: Obra 24horas

ubm white 2

  

 

 

Filiada à     

 ubrafe branco

Newsletter

Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
E-mail Inválido
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida