Notícias

Setor da construção desenvolve parcerias para apoiar a construção sustentável

IFC, braço financeiro do Banco Mundial, irá estabelecer um acordo de cooperação ainda este ano com a CBIC para difundir o Programa EDGE no Brasil, plataforma pretende reduzir 20% o uso de água e energia na fabricação de materiais de construção

A construção sustentável é uma agenda positiva tanto para a iniciativa privada quanto para o setor público, pois hoje já existe um crescente processo de conscientização do mercado brasileiro em relação aos conceitos de sustentabilidade. Para o presidente da CBIC, José Carlos Martins, “Já é tempo do setor da construção virar a página e encarar a sustentabilidade como negócio”. A cooperação entre o IFC (Cooperação Financeira Internacional) e Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) pretende estabelecer uma dinâmica de difusão do Programa EDGE no Brasil entre os empresários do setor. O SENAI Nacional é parceiro da CBIC junto à cooperação que será estabelecida com o IFC.

O EDGE é uma certificação que simplifica o processo para obter as credenciais de um edifício verde. A base é um sistema online, de fácil utilização e de livre acesso, que permite a rápida avaliação da performance do edifício nas três áreas mais importantes: energia, água e materiais.

O analista do IFC no Brasil, Edward Borgstein, em entrevista concedida ao CBIC MAIS adianta que a cooperação IFC/CBIC “inclui desenvolvimento de projetos pilotos, capacitação, divulgação e participação conjunta em eventos.”

A Comissão de Meio Ambiente (CMA) da CBIC está à frente desse acordo junto ao IFC. Neste momento prepara minuta que será assinada ainda este ano no Brasil com a presença do líder do Programa de Cidades e Negócios Sustentáveis para a América Latina e Caribe do IFC, Kristtian Rada. A plataforma já está disponível no Brasil e a expectativa é que o software não tenha grandes custos aos empresários brasileiros, por isso poderá ser utilizado por pequenas e médias empresas da construção civil nacional.

Legenda: O sistema de certificação de construções verdes, criado pelo IFC (International Finance Corporation) – braço do Banco Mundial para o financiamento privado –, pretende reduzir em 20% o uso de água e energia na fabricação de materiais de construção.

Confira a entrevista que fizemos com o analista do IFC no Brasil Edward Borgstein sobre a difusão do EDGE no Brasil:

Edward Borgstein: CBIC e o IFC estão desenvolvendo uma cooperação para promover o Programa EDGE no Brasil. EDGE, Excelência em Projeto para Maior Eficiência (na sigla em inglês) é uma inovação do IFC para construções sustentáveis. Essa cooperação inclui desenvolvimento de projetos pilotos, capacitação, divulgação e participação conjunta em eventos.

C.M.: Você poderia diferenciar certificação EDGE das que já existem, como o LEED e AQUA?

E.B.: O programa EDGE é uma forma mais rápida, acessível e barato para construir e certificar edificações sustentáveis. Ele avalia os três aspectos de uma construção com maior impacto ambiental: energia, água e energia embutida em materiais. Proporcionando uma metodologia de fácil entendimento, com software gratuito e um processo streamlined de certificação, o EDGE é uma forma de democratizar a certificação de sustentabilidade e oferecê-lo para empreendimentos que não teriam conseguidos alcançar uma certificação de maior custo. Certificações como LEED e AQUA, que realizam avaliações mais abrangentes de áreas como qualidade ambiental interna, vão continuar sendo uma preferência de mercados de alto padrão, como escritórios corporativos; EDGE não é um concorrente e sim uma alternativa para oferecer a certificação a um mercado maior.

C.M.: Quais serão as atividades do EDGE no Brasil para divulgar essa nova certificação?

E.B: Iremos apresentar o EDGE nos principais eventos de construção sustentável do país ao longo do ano. Durante o Encontro Nacional da Indústria da Construção, contaremos com a presença do Kristtian Rada, líder dos programas de Cidades e Clima para o IFC na América Latina, para firmar o memorando de entendimento com a CBIC e descrever os benefícios do programa EDGE para os participantes do evento. Também realizaremos diversas capacitações e treinamentos para os profissionais interessados em se tornar EDGE Experts, para implementar a certificação, ou EDGE Auditors, para realizar o processo de auditoria e garantia de qualidade durante a certificação de um edifício.

C.M.: Quando a certificação estará disponível no Brasil? Quais são os primeiros passos para adquirir a certificação EDGE?

E.B.: A certificação já está disponível no Brasil. O primeiro passo é de entrar no site (acesse o link: www.edgebuildings.com/?lang=pt-pt) para ler mais sobre o programa, criar uma conta e realizar uma auto avaliação do seu empreendimento no Aplicativo EDGE, que é aberto e disponível gratuitamente. Todo o processo de certificação é realizado dentro do aplicativo, incluindo a comunicação com as agências certificadoras e auditoras selecionadas para seu programa. Também recomendamos que as pessoas realizem treinamento online ou presencial para se tornar EDGE Experts. Este está atualmente disponível em inglês (www.edgebuildings.com/edge-experts/ e https://edge.gbci.org/); em breve teremos uma opção para oferecer em português.

C.M.: E o custo dessa certificação? É competitivo no mercado?

E.B.:O custo do processo varia por empreendimento, mas se mostra significativamente mais barato que outras certificações comparáveis. Isso devido ao fácil entendimento do programa e o processo de certificação e garantia de qualidade.

C.M.: Pelo que entendi, uma parte da certificação é gratuita. Correto? O que é cobrado do empresário?

E.B.: O uso do aplicativo EDGE (http://app.edgebuildings.com/) é gratuito. Treinando os profissionais da sua equipe de projetos como EDGE Experts, só será necessário pagar as taxas de certificação e de auditoria, que são negociados diretamente com as organizações de certificação. Neste momento, duas organizações são habilitadas para oferecer certificação EDGE no Brasil, sendo elas o GBCI e o consórcio SGS/Thinkstep. Contato com ambos pode ser feito via o aplicativo EDGE ou diretamente via os respectivos sites (https://edge.gbci.org/ e https://www.thinkstep.com/services/edge-certification).

C.M.: A certificação EDGE está adaptada para o Brasil?

E.B.: A certificação já está adequada para utilização no Brasil e estudos preliminares mostram que em tipologias comerciais, o desempenho na área de Energia está bem alinhado com as necessidades do PBE Edifica nível A.

Fonte: http://www.obra24horas.com.br

ubm white 2

   Conectando pessoas e o mercado global

 

UBM é a maior empresa organizadora de eventos B2B no mundo. Nosso profundo conhecimento e paixão pelos setores da indústria que servimos nos permitem criar experiências valiosas onde as pessoas atingem seu sucesso. Em nossos eventos, as pessoas criam relacionamentos, fecham acordos e crescem seus negócios.
Nossos mais de 3.750 funcionários, com sede em mais de 20 países, atendem mais de 50 diferentes setores da indústria. No Brasil atuamos nos setores da saúde, logística, ingredientes alimentícios, construção civil, construção naval e metroferroviária. Essa rede de relacionamento global com pessoas apaixonadas e líderes de eventos oferece oportunidades únicas para que os empresários alcancem suas ambições.

 

Filiada à     

 ubrafe branco

Newsletter

Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
E-mail Inválido